frase

Palavra alguma vale o delírio de ser poema sem ser alívio...

quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

PINTANDO O VENTO




Vamos fazer da vida uma tela,

E  brincar de ser pintor

Pintar o vento da forma mais bela

Será que o vento tem cor?



Pegaremos as cores do arco-íris

E faremos dos nossos dedos pincéis

O vento é transparente como a água, eu lhe digo

Mas com a nossa  imaginação colorimos o infinito



Não há como definir com exatidão

Pois o vento é incerteza

Às vezes violento furacão

Em outras, brisa ligeira



Faço das nuvens molduras

E nossa pintura será a mais bela

Vivendo a insana loucura

De brincar pintando o vento numa tela


( NLC e Yago David )


TAMBÉM EM ÁUDIO

2 comentários:

YAGO SILVA disse...

Poesia mais que perfeita!

Obrigado siglasinha pela honra de tecer versos tão lindos. É muito bom duetar contigo .

Abs Yago

NLC POESIAS disse...

Yago, meu poetinha. É sempre uma honra compor contigo, na sintonia dos versos, um mesmo sentimento de sonho e fantasia. Obrigadaaa