frase

Palavra alguma vale o delírio de ser poema sem ser alívio...

terça-feira, 18 de março de 2014

PALAVRAS QUE MATAM



PALAVRAS QUE MATAM

Então acaba-se a  poesia
os desejos adormecem
 a música silencia
o verso se perde,
 a beleza não contagia,
A fala já não serve
Esvai-se a alegria .
Com palavras se mede
O desejo que na alma ardia,
Há palavra que são breves
Quando ditas… Ou quando não  ditas.
Palavras que somem e que nunca mais aparecem,
Palavras que marcam!
Palavras que matam!

 
(NLC Poesias)

Um comentário:

Sonia Gonçalves disse...

Um parecer meio cruel e triste...Mas a beleza está em cada verso!Lindo!