frase

Palavra alguma vale o delírio de ser poema sem ser alívio...

domingo, 6 de abril de 2014

CONTO DE FADAS


CONTO DE FADAS

Nasci em um conto de fadas
Num reino muito distante
Trago um feitiço na alma
E nos olhos o brilho dos diamantes
Tenho um vestido feito de lua
Bordado com linha encantada
No dedo um anel de prata
Com uma esmeralda pura
Roupa tecida em brancas cores
Lavada nas águas das marés
Enfeito os cabelos com flores
Sandálias aladas nos pés

Mas sou fada sem varinha de condão.
Sem floresta encantada,
Sem um elfo a me esperar.
Apenas uma fada sem magia
Mas sou fada que faz poesia,
Enquanto espera que um dia,
A magia venha me alcançar...

( NLC )

2 comentários:

Nilson Ferreira disse...

Ser traduzida, um desafio

Paulinho Shampoo disse...

'Seus versos, assim como você, são encantadoramente belos.
Beijos Poetisa