frase

Palavra alguma vale o delírio de ser poema sem ser alívio...

quinta-feira, 10 de abril de 2014

O MEU MUNDO ENCANTADO




Quando era menina eu viajava

Para um mundo de fantasia
Entre as páginas de um livro eu sonhava
Em viver as histórias que eu lia... 
Sonhava ser a princesa que aparece 
E que ao vê-la o príncipe se apaixona 
Cinderela ou Branca de Neve 
Qualquer uma, Rapunzel ou até Fiona 
Nas páginas encantadas eu sonhava 
Via sereias, monstros marinhos, 
Em Atlântida mergulhava 
Encontrava cidades perdidas, 
Até ao Olimpo eu viajava 
E vivia outras vidas. 
E quando acabava de ler 
Fechava o livro e sorria 
Na capa não tinha meu nome, 
Mas em mundos distantes eu vivia. 
As histórias eram meus sonhos 
E para vivê-las, eu dormia. 
Sonhava de olhos abertos quando lia 
Mas nos sonhos um livro eu abria.

( ALÉM DAS SIGLAS - NLC Poesias)


Um comentário:

Alberto Valença Lima disse...

Que belíssimo poema NLC! Parabéns pela retrospectiva de vida em poesia, que construíste com maestria.