frase

Palavra alguma vale o delírio de ser poema sem ser alívio...

sexta-feira, 6 de junho de 2014

AMOR INEXPICÁVEL





AMOR  INEXPICÁVEL



Porque Ele me ama tanto?

E cuida assim de mim?

Sou pecadora, e Ele é Santo

Eu sou nada, e ele o Principio e o Fim.


Eu sinto o Teu grande cuidado

Derramando sobre mim inexplicável carinho

Mas tantas vezes me entrego ao pecado

Outras tantas me desvio do caminho.


Me ama, apesar das minhas palavras impuras

Ao invés de irar-se, continua sereno,

Ele é meu Criador, e eu a Sua criatura,

Um Deus tão Grande, e meu coração tão pequeno.



( NLC )

2 comentários:

Nilson Ferreira disse...

Esse texto dá uma bela canção. Beijo.

Sonia Gonçalves disse...

Nossa poetisa..."Divino"
Parabéns!...Beijos