frase

Palavra alguma vale o delírio de ser poema sem ser alívio...

domingo, 30 de novembro de 2014

NAS ASAS DA POESIA



Abra a gaveta da poesia
Solte as palavras,  deixe-as voar
E viaje nas asas da fantasia

NLC

6 comentários:

Nilson Ferreira disse...

Adorei a aula de como fazer um poema.

- ANÁLISE LITERÁRIA -

Nesse poema, o "Eu lírico" está presente na forma impertativa "Abra" e em seguida, "Gaveta" emprega-se uma metáfora, recurso de figuras de linguagem muito utilizada em poesias.O poema é um METAPOEMA, nome dado ao poema que explica o próprio poema, nesse caso a explicação de como fazer um poema, fica no subjetivo, provocando no leitor a imaginação.
BEIJO POETISA, ADOREI TANTO SEU TEXTO QUE FIZ UM PEQUENO ESTUDO, PARA MOSTRAR PARA OS MEUS ALUNOS.

Angelo disse...

Sublime inspiração! Versos leves, versos soltos, livres para voar! Lindo demais Adoreiii, bjosss

Lucas Santos disse...

Olá!... Você sempre a encantar com as suas palavras querida poetisa... Mil aplausos... Com carinho, Lucas Santos

Anônimo disse...

Lindo demais minha amiga,parabéns,bjssssssss

Samuel Balbinot disse...

Bom dia querida Nara...
e quantas são as pessoas que as deixam em suas gavetas como passarinhos em gaiolas que nunca vão ver o raiar do sol..
se criou a poesia é para libertar a mesma.. bjs e até sempre

Joilson Pessanha disse...

Parabéns, que você poeta amigo possa voar alto nas asas do amor e da poesia. Um abração.