frase

Palavra alguma vale o delírio de ser poema sem ser alívio...

domingo, 2 de novembro de 2014

O MEU RESPIRAR




O MEU RESPIRAR



 Respirei a tua poesia
No amanhecer de emoções tão raras,
Despertou em mim a fantasia
No sussurro de tuas palavras.


Sopraste a poesia, que eu respirei
E voaram notas da mais doce melodia 
Preencheram-me a alma, e suspirei
Em versos de perfeita sintonia.


Nas estrofes do teu poema amar
Em cada verso me refaço
Sedenta do teu respirar 
Recebo o teu afago e abraço.


Em poemas reinventaste a fantasia
Que  vibra em mim todos os sentidos
E respiro em ti a poesia
Presença constante em meus delírios.

( NLC )

4 comentários:

Samuel Balbinot disse...

Bom dia querida poetisa..
e não tem coisa melhor que respirar palavras bem colocadas para nos elevar..
não preciso mais dizer que adoro teus versos e rimas..
tens muita leveza na alma..
continue assim.. grande beijo Nara

Nilson Ferreira disse...

O teu respirar sopra poesia...
O vento que exala de ti,
Toma forma, vira palavras
E molda a minha imaginação...
E entre os sopros e os ventos
Que se despreendem de ti,
Abrigo faço
Com mesuras.

Nilson Ferreira disse...

BELO RESPIRAR, POETISA!

Anônimo disse...

poesia assim como oxigênio, que faz o coração bater, e a alma viver. Parabéns gata, me encantei com seu blog, com seus versos ...com você!!!