frase

Palavra alguma vale o delírio de ser poema sem ser alívio...

sexta-feira, 6 de junho de 2014

AMOR INEXPICÁVEL





AMOR  INEXPICÁVEL



Porque Ele me ama tanto?

E cuida assim de mim?

Sou pecadora, e Ele é Santo

Eu sou nada, e ele o Principio e o Fim.


Eu sinto o Teu grande cuidado

Derramando sobre mim inexplicável carinho

Mas tantas vezes me entrego ao pecado

Outras tantas me desvio do caminho.


Me ama, apesar das minhas palavras impuras

Ao invés de irar-se, continua sereno,

Ele é meu Criador, e eu a Sua criatura,

Um Deus tão Grande, e meu coração tão pequeno.



( NLC )

terça-feira, 3 de junho de 2014

TRANÇANDO VERSOS


Amarrei em meus cabelos sonhos diversos
Em longas tranças, mecha por mecha
Feitas de seiscentos fios de versos
Em rimas tão certas que voaram pela janela

Os fios extensos formavam 
um universo diferente
E as tranças tão grandes me pesavam
E Já não cabiam na minha mente

Então meus versos se espalharam pelo céu,
Fios soltos de cabelos, pensamentos e poesia
Flutuando em uma nuvem de papel
Se enrolavam ao nada e brotavam fantasia

Emergiam livres, cresciam felizes,
Meus versos líricos e também medonhos
Em madeixas que flutuavam sem raízes
Loucas fantasias e sonhos estranhos...

E não havia mais como esconder
Aqueles fios que cresciam manchados
À espera de se tornarem pecados
A se cometer...

Às vezes eles reluziam, girando
Dançando ao vento a se balançar
Atraindo estrelas, luas e anjos
Que viviam em minha volta a bailar

Haviam também os fios tortos no ar
E eu tentava arrumar as ideias incertas
Em versos de rimas modestas
Que todos os dias seguia a trançar...



(Além das Siglas -NLC Poesias)