frase

Palavra alguma vale o delírio de ser poema sem ser alívio...

domingo, 18 de janeiro de 2015

QUIMERAS




No mundo  da poesia
Monstros e magias
Se misturam plenamente
Há personagens inventadas
Que sofrem com  vilões imaginados
Mas sempre vencem no fim
Quisera ser uma das princesas encantadas,
Fazer adormecer  sentimentos desencantados
E florescer os espinhos que vivem em mim...

NLC

Um comentário:

Samuel Balbinot disse...

Bom dia poetisa querida..
assim é a poesia e somos todos nós.. temos tudo dentro de nós.. alegrias e tristezas..
a poesia sabe se vestir de ambas sempre.. é uma verdadeira quimera assim como a vida em si.. beijos e até sempre