frase

Palavra alguma vale o delírio de ser poema sem ser alívio...

quarta-feira, 1 de abril de 2015

DEU A LOUCA NAS PRINCESAS



Uma reivindicação inusitada
Parece primeiro de abril
O movimento das princesas desencantadas
Loucura que nunca antes se viu!!

Mas tem certa razão, as coitadas
Já cansadas das promessas da fada madrinha
Que dizia pra dormirem a vida inteira
Revoltaram-se com essa história da carochinha

Prometeu-lhes um reino encantado
Que felizes para sempre iam ser
Mas depois de beijarem tantos sapos
Resolveram essa história esquecer

Tiveram que ir ao baile de penetra
Com roupas sem estilo e sapatinhos de cristal
E aguentar o príncipe durante toda a festa
O resultado foi  muitas bolhas no pé, ao final

Os tais sapatinhos eram desconfortáveis por demais
E o príncipe tão chato que tiveram que fugir
Pra esse conto não querem voltar nunca mais
Não adianta ninguém insistir...


Decretaram no reino uma greve geral
Querem ser Belas, nunca mais adormecidas
Desistiram do príncipe, só querem o lobo mal
E loucas, querem ser felizes por toda a vida...

NLC

2 comentários:

Angelo disse...

Que os sentidos mais belos da vida não sejam adormecidos jamais. Lindo poema! Você esbanjando talento sempre, linda poetisa! Bjos

Helena Gonçalves disse...

Parabéns poetisa!!!Lindo poema...uma loucura mesmo eu diria...você foi super feliz na escolha desse tema de princesas...sempre achei muito devaneio essa coisa de príncipe "sapo"que ao receber um beijo vira um homem coisa louca isso...Parabéns te aplaudindo aqui....Bjos