frase

Palavra alguma vale o delírio de ser poema sem ser alívio...

terça-feira, 14 de abril de 2015

VERSOS TORTOS



De repente
Ao vazio se lançava
Sem motivo aparente
E o verso já não rimava

Quebrou-se a poesia
Em meio a cacos
de xícaras e copos

Em plena luz do dia

Eis um poema quebrado
Em versos bobos
Em verbos tortos
E mal rimados

E a poesia
 Pelo chao espalhada
Como sangue escorria
Das veias cortadas

NLC

2 comentários:

André Gomes Shell Capoeira disse...

Bonitos versos Poetisa!

Anônimo disse...

levitra 20 mg [url=http://levitrashop.com]Buy Levitra[/url] levitra mexicolevitra benefits [url=http://shoplevitra.com]levitra generico prezzo[/url] levitra brand pricecialis uk prescription [url=http://onlinemedox.com]Cialis[/url] cialis uk bootslowest price generic cialis [url=http://fastshipcialis.com]Cialis Online[/url] cialis for edcrush cialis [url=http://fastshipcialis.com]list of legitimate canadian pharmacies[/url] buying cialis on line