frase

Palavra alguma vale o delírio de ser poema sem ser alívio...

sábado, 4 de julho de 2015

SEM PALAVRAS



Escrever é uma terapia, confesso 

Mas as palavras saem desorientadas, 

E assim, sigo em frente, verso a verso 

Fazendo minhas rimas desorganizadas.



As minhas palavras fugiram todas

Ficaram cansadas de falar em vão

E minhas rimas tornaram-se tolas

Em meus versos sem inspiração



Até a minha poesia perdeu a graça

Como ave sem pouso e sem direção

Com as asas de voar já tão cansadas

Busco uma ultima rima de inspiração


(NLC - Além das Siglas)

3 comentários:

Simone Medeiros disse...

Era uma vez...Uma grande nuvem a fez se esconder por alguns momentos, doce Lua que mesmo encoberta ela continua a brilhar... mesmo que eu não a veja... mas ela está lá...linda e radiante como nunca!... Tenha paciência, doce Lua, que logo esta cinza nuvem passará e sua luz de novo brilhará, livremente dando vida e luz aos teus versos, e a inspiração de volta a terá em teus versos encantando a todos deste lindo Universo!

Que os bons ventos a dissipem destas nuvens... Beijos no teu coração! Te adoro!

Marcelo Daniel disse...

Muito lindo parabens!!!!

Anônimo disse...

SERGIO NEVES - ...sei que não vou ser muito original, mas,...vai assim mesmo: ...sem palavras fico eu quando leio os teus mágicos escritos! / Meu carinho.