frase

Palavra alguma vale o delírio de ser poema sem ser alívio...

quinta-feira, 2 de julho de 2015

VERSOS SUGESTIONADOS




Há poesias,
Que podem ser sentidas na pele,
Pois despertam fantasias
De mãos, bocas e dentes,
E de línguas ardentes...
Sentimos as letras a nos tocar
E nos perdemos entre as rimas
Com desejo de amar...


Move-se entre as letras,
O calor de uma mão,
Com dedos que traçam uma trilha,
E nos deixa aos pulos o coração.
E com a pele arrepiada,
Passeamos entre os versos molhados
Com a mente já sugestionada,
Sentindo o corpo acariciado
Tocado por cada palavra...
Umedecida pelo desejo latente
Do mel que escorre entre os tempos
Passado, futuro e presente,
Em que sonho, fantasia e sedução
Inflamando o meu leito
Dão asas à imaginação...


NLC

2 comentários:

Alexander disse...

"Versos que incandescem / Quando selecionados com emoção / Versos que da alma aquecem / De tão fina imaginação" ... "Versos que enlouquecem / Quando toca o coração / Fantasias que renascem / Quando forte a sedução" Imaginação elaborada e bem aplicada. Belo poema, parabéns!

Anônimo disse...

SERGIO NEVES - ...senti na pele! ...despertou-me (mil) fantasias! ...como sempre! / Carinhos.