frase

Palavra alguma vale o delírio de ser poema sem ser alívio...

quarta-feira, 19 de agosto de 2015

PROVOCAÇÃO



Provocou-me em versos leves


Despertou-me sentimentos



Acariciou-me toda a pele 

Dedilhou-me em pensamento



Em letras lânguidas e ousados

escreveu-me sobre o corpo

Num poema alucinado

Deixando rastro de fogo



De um jeito bem rimado

Construíste doces versos 

Melódicos e cadenciados

Habitou meu universo




Metricamente perfeito

Em verbos subtendidos

Envolveu-me desse jeito

Em desejos incontidos




Roçou-me em carícia atrevida

Aqueceu-me em tuas rimas

Deixou-me cativa e perdida

Com tuas idas e vindas...



(Além das Siglas - NLC Poesias)


3 comentários:

Ana Bailune disse...

Bonito poema, suave provocação!

Anônimo disse...

SERGIO NEVES - ...o teu poetar atiça sentimentos! ...a mim provocas sempre! / Carinhos.

Marcos Liotti disse...

Provocante... Insinuante... Leve provocação... Volto para ver mais...