frase

Palavra alguma vale o delírio de ser poema sem ser alívio...

terça-feira, 15 de setembro de 2015

PASSO A PASSO


Como nota sem rumo numa canção
Ave sem pouso, barco sem porto
Por tantas vezes senti meu coração
Um pouco triste... Um pouco Morto.


Mas passo a passo eu prossegui
Em um chão feito de espinhos
Com passos lentos e certos consegui
Percorrer esse e difícil caminho...
(NLC)

Um comentário:

Anônimo disse...

SERGIO NEVES - ...bom sentir, como dizes nos versos, a conquista de realizações,...mesmo que tenha sido aos "trancos e barrancos"... / Carinhos.