frase

Palavra alguma vale o delírio de ser poema sem ser alívio...

segunda-feira, 7 de dezembro de 2015

A BAILARINA


A BAILARINA


Havia uma linda bailarina 
Numa caixinha se encontrava,
Ao dar-lhe corda a tampa se abria,
Ao som da musica ela dançava.

Rodopiava a linda bailarina 
Em teus movimentos fantasticos,
Encantava os olhos da menina,
Que não sabia que era de plástico.

Nesses movimentos tão mágicos 
Escondia-se a tua tão triste sina,
E enganava os olhos da menina.

Pois nessa caixinha a bailarina
Sonhava em ser aquela menina,
Que livre, era feliz e não sabia!!

NLC Poesias

Nenhum comentário: