frase

Palavra alguma vale o delírio de ser poema sem ser alívio...

domingo, 27 de março de 2016

NÃO ME LERAM





5 comentários:

Teacher Angelo disse...

Um gesto concreto imerso na abstração / um poema / um tema / uma vida / em construção

Samuel Balbinot disse...

Boa tarde poetisa querida.. uma bela construção em rimas e dizeres..
por isso a poesia em nós sempre se faz viva.. pq não a deixamos morrer.. sempre estamos a criar.. beijos e até sempre Nara

Maria do Carmo Multary disse...

Lindo demais!

O Escritor Randômico disse...

É um sentimento recorrente minha querida poetisa...
Muito bem expresso!

O Escritor Randômico disse...

É um sentimento recorrente minha querida poetisa...
Muito bem expresso!