frase

Palavra alguma vale o delírio de ser poema sem ser alívio...

quinta-feira, 28 de abril de 2016

DESEJOS & VINHOS




Trago ainda nos lábios

O sabor do tinto vinho

Sorvido em goles ávidos

Entre beijos e carinhos


Guardo carícias esquecidas 

Nas entranhas do meu corpo 

Rememorando as sensações 

Na boca remanescente gosto


Em desejos saciados lentamente

Envoltos em mistérios e segredos

O corpo agora pulsa fogo ardente

Saliva e vinho dão sabor aos nossos beijos


Na libido intensamente acessa 

Minha carne incontida anseia 

Pelo seu líquido quente e viçoso 

Que na minha pele incendeia 


Pela lareira acesa aquecidos 

Brindamos loucuras em chamas 

Derramas sobre o meu corpo despido 

Sedução, vulcão em lavas...Me ama!


Num misto de amor e desejo 

O orgasmo chega e queima-me todo 

Perco-me e encontro-me pleno 

Mesmo saciado quero-te de novo



NLC Poeisas & Edy Simão

Um comentário:

Cidália Ferreira disse...

Sensualissimo lindo demais!Parabéns.

Bom fim de semana.
Beijo

http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/