frase

Palavra alguma vale o delírio de ser poema sem ser alívio...

sábado, 8 de outubro de 2016

DE VOLTA À INOCÊNCIA


4 comentários:

Cidália Ferreira disse...

Tão lindo. Recuei à infância :-)

Beijo, bom fim de semana.
http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

Marcelo Daniel disse...

Sem inocencia a poesía nao existe, parabens pela inspiracao

Mel disse...

Obrigada por postar o meu poema Além das Siglas!

Marileide Abreu disse...

Parabéns!Que inocência! Aplausos
!