frase

Palavra alguma vale o delírio de ser poema sem ser alívio...

domingo, 27 de novembro de 2016

SÓ POR HOJE




Hoje eu quero seu carinho

Deitar-me quieta em teus braços
Fazer deles o meu ninho
Esquecer todos os passos
Tomar um pouco de vinho
Mesmo que a goles escassos
Embriagar-me devagarinho...


Faça de mim a tua casa
Derrama em mim teu amor
No meio de tanta desgraça
E desta vida sem cor
Faze-me companhia
Escreva-me uma poesia
Nesta noite tão vazia
Seja minha  fantasia.


Enche-me então de graça
Me enlaça
Faz de mim a sua caça
Seja tu meu caçador,
cobre meu corpo com ardor
Numa mistura de amor e dor
Lambuza-me de desejos
Deposita em mim teus beijos
Em meus lábios urgentemente
Entorpece minha mente

Livra-me desta vida sem sabor
Só por hoje , por favor
Sejas meu doce beija-flor!

NLC Poesias -  Além das siglas

3 comentários:

Cidália Ferreira disse...

Poema soberbo. Parabéns

Beijo e feliz Domingo

http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

Samuel Balbinot disse...

Minha querida poetisa..
tua inspiração, teus versos, um encanto só.. sempre vestidos pelas purezas que tens dentro de vc..
continue assim Nara
sempre um prazer ler-te beijos meus

Sony Azevedo disse...

Encantei-me com essa poesia. Muita luz e paz. Beijo no coração