frase

Palavra alguma vale o delírio de ser poema sem ser alívio...

terça-feira, 26 de julho de 2016

ALÉM DOS POEMAS




Olhei em volta e percebi então
Outros versos além dos poemas
Ouvi as batidas do meu coração
E ví que palavras são letras apenas
Não tem sangue, vida, nem emoção
São rabiscos de momentos mal traçados
E posso dar-lhes qualquer entonação
São traços fáceis de serem apagados
Deletados ao toque das minhas mãos



E a inspiração que morria em mim
Renasceu como o sol na minha janela
Livrou-me do frio que havia aqui
E fez da minha vida aquarela
Onde a poesia ainda persiste
Apesar de tudo, apesar da vida
E rimas às vezes de cores tristes
Não desbotam minha alma colorida
E eu sei que a alegria ainda existe
À espera de dobrar novas esquinas...

(NLC Poesias)