frase

Palavra alguma vale o delírio de ser poema sem ser alívio...

quinta-feira, 15 de dezembro de 2016

(IN)CONTIDAS LINHAS



Nas páginas do meu livro tenho lido
Folheado toda noite com cuidado
Os desejos e anseios esquecidos
Que apenas a um toque é revelado

Com os dedos (re)descubro lentamente
Leio em braile os sinais nas entrelinhas
Entre as folhas eu descubro então somente
O gozo, como as letras (in)contidas nessas linhas

Alem das siglas - NLC Poesias