frase

Palavra alguma vale o delírio de ser poema sem ser alívio...

domingo, 14 de maio de 2017

AMAR É ASSIM




Amar é um verbo intransitivo
E se perde na raiz do próprio ser
Sozinho nunca tem sentido
E se conjuga só para não se perder
Tão inconstante quanto o infinitivo
De um verbo qualquer a escrever
Amar é um verbo indefinido
Além do modo e do tempo
É passado sem nunca ter sido
Contêm rimas que confundem o pensamento
Amar é mesmo assim, versos e versões
É um livro com início e sem fim
É um jogo com várias interpretações
Com regras incompletas e sem fim.

NLC Poesias


4 comentários:

Cidália Ferreira disse...

Maravilhoso poema!!Amei

Beijinhos

Escreverati De Luca disse...

Você cantou plenamente o amar, de um forma especial! Linda poesia, de uma linda poetisa!

PAULO TAMBURRO. disse...


É esta incompletude que faz o amor ser inesperado,inesperado como as boas surpresas,inesperado como se o esperássemos desde sempre,pois sem regras prontas ou ditames estabelecidos fica ao sabor dos sentimentos que ainda não se embruteceram e dos corações que valorizam aquela taquicardia gostosa que dispara ao vermos a pessoa amada.

Como dizia Getúlio Vargas: "Só o amor , constrói para a eternidade".

Um abração carioca.

Poeta do Nordeste disse...

Boa tarde minha querida e estimada amiga poetisa belo poema é o amor realmente é mesmo assim parabéns felicidades bjo.