frase

Palavra alguma vale o delírio de ser poema sem ser alívio...

segunda-feira, 19 de junho de 2017

MOMENTOS

Beijos pousados

Carinhos desejados

 Os corpos suados

pelo prazer da noite saciados

Depois de tantos gemidos

e dos toques recebidos

dos beijos, do amor

ainda na boca o teu sabor

No entender da cada momento

eu e tu somos vento.


NLCPoesias - Além das Siglas

domingo, 18 de junho de 2017

POESIA DO DIA A DIA



Tenho versos abstratos, de sonho
Só escrevo porque, às vezes, 
o mundo me parece enfadonho
Então enfeito-o com meus dizeres

Mas sou uma poesia que levanta cedo,
Toma café com pão e vai trabalhar
Pega um ônibus lotado, mesmo com medo
Só de tardinha pra casa vai voltar

Minha poesia fala a língua do povo,
Transpira amor, ódio, lamentos
E todos os humanos sentimentos:
Sou uma poesia de carne e osso.

NLC Poesias - Além das Siglas




sexta-feira, 16 de junho de 2017

A POESIA QUE ME SALVA



Vejo a cidade com os olhos da poesia
Em noites nubladas sem lua nem clarões
Na praça penumbra, música e alegria
Rodeadas de casinhas brancas e velhos casarões
Quietas, parecem guardar segredos
Meninas à noite brincando nas ruas
De nada tem medo,
Brincando com a lua...
E há velhinhos nos bancos sentados
E pessoas que olham pelas janelas
E na penumbra jovens namorados
Trocam carícias em noites tão belas...


Atrás desses versos  tem outra realidade
Vejo a cidade com os olhos da verdade
A praça escura com lâmpadas queimadas
Escondem seus muros pichados, na realidade
Não é bela essa praça nem a noite enluarada.
E são fechados  a cadeados os portões
Trancas nas portas e grades nas janelas
Reféns da eterna luta: polícia e ladrões
E no escuro da rua o tráfico, a guerra:
Batidas do funk estremecem a madrugada
Meninas ainda crianças no meio da rua
Os velhos bêbados nos bancos da praça
E eu cansada dessa realidade tão dura

Atrás desses versos tem uma fantasia

Que me salva de morrer um pouco a cada dia
Leva-me pra longe, nas asas da
poesia
Ensina-me a ver um mundo de magia

NLC Poesias - ALÉM DAS SIGLAS

quarta-feira, 14 de junho de 2017

ESCOLHAS



Sei de letras enroladas
em folhas de jornal
 Sei de escolhas disfarçadas
 entre o bem e o mal.
 São bolhas estruturadas
 Pelo vento são levadas
 E se desfazem ao natural.
E nossas escolhas guardadas
perdidas nessas estradas
caladas até o final.
 Apenas escolhas
algumas nos fazem bem, outras mal...
 
NLC Poesias

quarta-feira, 7 de junho de 2017

SÍNTESE DO PRAZER




Síntese de lábios e beijos 
Sinas de amor e desejo 
Fogo ardendo por dentro
Lírico amor sem pejo  (Edy)


Sigo o caminho por seu corpo
A cada centímetro percorrido
Na ponta da língua o seu gosto
Desvendo atalhos escondidos  ( NLC)


Fico atento aos seus sentidos
Desperto minuciosos gemidos 
Orgasmos inéditos e renascidos 
O seu prazer sacia a minha libido  ( Edy)



E faço de cada movimento uma tortura
Lentamente quase te faço sofrer
Mãos e lábios que te levam à loucura
E o alvo dessa busca é só prazer  ( NLC)


NLC Poesias  & Edy simão




segunda-feira, 5 de junho de 2017

VENTO DE POESIA



Sou momento

Me transformo a cada dia

Brisa ou lamento 

Também sou ventania

Mas tento

Me vestir de poesia

Lento ou violento

Tempestade ou calmaria

Meu caminho eu (re)invento

Entre a realidade e fantasia


NLC Poesias (Além das siglas)