frase

Palavra alguma vale o delírio de ser poema sem ser alívio...

quarta-feira, 14 de junho de 2017

ESCOLHAS



Sei de letras enroladas
em folhas de jornal
 Sei de escolhas disfarçadas
 entre o bem e o mal.
 São bolhas estruturadas
 Pelo vento são levadas
 E se desfazem ao natural.
E nossas escolhas guardadas
perdidas nessas estradas
caladas até o final.
 Apenas escolhas
algumas nos fazem bem, outras mal...
 
NLC Poesias

2 comentários:

Escreverati De Luca disse...

"Escolha" um marco da liberdade... Bom tê-las... Bom saber usá-las... Linda poesia, bela reflexão!

Cidália Ferreira disse...

Que bonito!!

Parabéns pela imagem.

Beijinhos