frase

Palavra alguma vale o delírio de ser poema sem ser alívio...

quarta-feira, 5 de julho de 2017

PALAVRAS CAMUFLADAS




Já mandamos tantas naves ao espaço
A navegar perdidas por esse universo
E essas palavras que pensando traço
São espaçonaves camufladas em verso

Viajando num tempo que ainda há de existir
Com os pensamentos que me vem agora
Transpasso épocas que um dia hão de vir
com palavras que encontro pelo mundo afora

Então gravo no papel meus pensamentos
Entre os versos e rimas há saudades
Que vivem apenas o instantâneo do momento
Forjando assim essa minha realidade

Fossilizo a ampulheta do senhor tempo
E eternizo entre versos minha vontade
E à bordo dessa nave-sentimento
Sigo em busca dessa tal felicidade


NLC Poesias – Além das Siglas

2 comentários:

Cidália Ferreira disse...

Lindo demais!

beijinhos

Samuel Balbinot disse...

Admiro demais o teu poetar doce poetisa.. continue assim, sempre encantando,, bjs meus Nara